laboursolidarity.org
O direito à greve é vital para os trabalhadores e as trabalhadoras em Portugal e no mundo

O direito à greve é vital para os trabalhadores e as trabalhadoras em Portugal e no mundo

  • Facebook
  • Twitter

Solidaires (CM)

As organizações da Rede Sindical Internacional de Solidariedade e de Lutas denunciam a suspensão do direito à greve que o governo do Portugal decretou no dia 19 de março. Em Portugal, aprovou-se o Estado de excepção para permitir de facto os despedimentos sem resistência, na obediência e no silencio.

As empresas aproveitaram para despedir centos de trabalhadores e trabalhadoras: Groundforce, TAP, restaurantes, hotéis, serviços

Foi pela greve que os trabalhadores e trabalhadoras dos portos, aeroportos e da Auto Europa conseguiram impor medidas de proteção que ajudaram a conter o contágio. Mas os governos, através dos decretos de emergência no mundo todo só protegem a remuneração dos acionistas, os lucros dos empresários ao custo da saúde e da vida da população.

A Rede Sindical Internacional de Solidariedade e de Lutas exige que o direito à greve seja respeitado no Portugal e no mundo, para que os trabalhadores e trabalhadoras em setores essenciais arranquem dos patrões material de proteção adequado contra o Covid19 e em todas as outras atividades , estejam em casa sem diminuição salarial.
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram