laboursolidarity.org
Apoio ao povo palestino diante da nova ofensiva militar israelense
Palestina

Apoio ao povo palestino diante da nova ofensiva militar israelense

Ao menos doze palestinos já foram mortos, centenas ficaram feridos e milhares fugiram do campo de refugiados

  • Facebook
  • Twitter

Nos últimos dias, a região de Jenin, na Cisjordânia ocupada, tem sido local de confrontos violentos. O exército israelense vem realizando uma operação militar aérea e em terra em larga escala, descrita pelos moradores locais como "punição coletiva". 

Ao menos doze palestinos já foram mortos, centenas ficaram feridos e milhares fugiram do campo de refugiados. O abastecimento de água da cidade foi interrompido. Essa é a maior ofensiva militar desde a Segunda Intifada. 

As forças de ocupação têm invadido cotidianamente as regiões palestinas espalhando terror, matando civis, bombardeando e arrasando infraestruturas de casas, escolas, hospitais etc. O campo de Jenin é densamente povoado, com mais de 18 mil palestinos vivendo lá, e os ataques de drones e escavadeiras são extremamente violentos.

Diante dessa nova ofensiva israelense, a Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas manifesta apoio ao povo palestino e repudia a violência e impunidade do governo israelense.

Por muitos anos, os palestinos têm sido vítimas de políticas de apartheid na Palestina ocupada, Gaza é uma verdadeira prisão a céu aberto, sob constante bloqueio militar, o direito de retorno dos refugiados, mesmo defendido pela ONU desde 1948, é historicamente negado e os habitantes da Palestina ocupada são regularmente submetidos a ataques do exército.

É imperativo agir pelo direito à autodeterminação do povo palestino e para que Israel respeite a lei internacional. Para isso, é essencial interromper todas as relações acadêmicas, comerciais e culturais com o governo de apartheid israelense.

Palestina Livre, do Rio ao Mar!

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram